As coberturas de telhas costumam ser fáceis de consertar. No ponto em que o vazamento foi marcado, procure telhas danificadas, torcidas ou faltando. Procure rupturas no cobre-juntas, falhas na calafetagem ou vãos na linha da argamassa em todos locais de encontro de duas superfícies e em torno das chaminés ou dos tubos de ventilação.

Deve-se chamar um profissional se não forem localizados danos em telhas ou cobre-juntas danificados na área do vazamento. O problema pode estar nos cobre-juntas inadequados ou na deterioração das telhas.

Os reparos serão simples se for comprovado que o problema se encontra nas telhas. Telhas retorcidas para trás podem ser fixadas novamente com massa asfáltica ou com mastique de tubos para ser aplicado com pistola de calafetagem. Em climas quentes, a telha curvada pode ser endireitada facilmente. Nos climas frios, as telhas se tornam quebradiças e devem ser amaciadas antes de serem endireitadas.

Para fixar a telha novamente aplique bastante argamassa na base. Normalmente, uma boa quantidade de argamassa em cada canto é o bastante. Pressione a telha firmemente no lugar.
As telhas que estiverem laceradas, estragadas ou faltando deverão ser substituídas. As telhas que puderem ser levantadas
do telhado com facilidade estão estragadas e deverão ser substituídas.

Se houver uma grande área de telhas estragadas, é possível que um novo telhado seja a solução. Se isso estiver acontecendo, é melhor chamar um profissional. Caso contrário substitua as telhas danificadas.

Copyright 2008 - todos os direitos reservados a MORART.

Desenvolvido por: JDmidia