A madeira, o ferro e o alumínio são os materiais mais usados em esquadrias, saiba por quê e aprenda

As esquadrias, muito mais do que apenas uma designação genérica para portas e janelas, são verdadeiras molduras por onde enxergamos ou por onde chegamos ao mundo exterior. Dependendo das circunstâncias, são também os guardiões que nos protegem contra a invasão de elementos externos indesejáveis.

Vistas sob essa ótica, passam a ter um papel que vai muito além do estético ou do funcional. É por isso que assegurar manutenção é muito mais do que uma questão de economia, mas uma garantia de segurança e bem estar.

O primeiro passo ao se escolher o material de composição das esquadrias é conhecer as características, vantagens e desvantagens dos materiais mais comumente empregados em sua confecção: a madeira, o ferro e o alumínio.

Esquadrias de Madeira - O material mais tradicional e de efeito estético mais sofisticado é a madeira. A principal vantagem da madeira é permitir a utilização de técnicas de pintura em seu acabamento.  

O custo, desde que sejam empregados modelos padronizados, costuma ser menor quando comparado às outras opções de materiais. No entanto, se a opção for por produzir algo original, dependendo do tipo de madeira escolhida, o custo tende a subir muito, visto que, além dos custos de marcenaria, a madeira de lei, ou seja, aquela de qualidade excepcional é rara.

Esquadrias de Ferro - O ferro é de longe o mais barato dos três materiais de composição de esquadrias. Pode ser facilmente moldado e oferece segurança desde que instalado em local adequado. Por que, então, não é mais empregado? A razão é simples: em locais próximos ao litoral, a ação da salinidade do ar acelera o processo de oxidação, comprometendo irremediavelmente sua resistência.

Esquadrias de Alumínio - Em matéria de resistência nada se compara ao alumínio. Além de resistir melhor às condições do tempo, não perde o brilho, não oxida, não tem sua estrutura alterada, não necessita de pintura e as brocas e cupins não chegam nem perto.

Copyright 2008 - todos os direitos reservados a MORART.

Desenvolvido por: JDmidia